Notícia
Google desenvolve anel que permite fazer login em e-mails
O anel é uma espécie de token e não possui uma senha estática. Ou seja, todas as informações contidas na jóia são criptografadas e pode ser programada para funcionar apenas uma vez, o que faz que o grau de segurança seja potencializado

Publicado em 14/03/2013

Portal correio

O “mundo da tecnologia” foi mais uma vez surpreendido pelo Google nesta semana. Após lançar o “talking shoe”, um tênis que carrega o sistema operacional Android, a empresa anunciou a criação de um anel que permite login em caixa de e-mails e em computadores sem a necessidade de acesso aos cadastros da internet. O projeto foi idealizado por Mayank Upadhyay, especialista em segurança do Google. 

O anel é uma espécie de token e não possui uma senha estática. Ou seja, todas as informações contidas na jóia são criptografadas e pode ser programada para funcionar apenas uma vez, o que faz que o grau de segurança seja potencializado. 

De acordo com Upadhyay, a ideia de criar um hardware pessoal para efetuar login é uma ótima saída para os perigos de roubos de senha, altamente comuns na Internet. Além disso, o engenheiro acredita que o sistema já é familiar para as pessoas. "Todo mundo está familiarizado com um caixa eletrônico. E se você pudesse usar a mesma experiência com um computador? É disso que se trata o dispositivo", disse. 

Mas, ainda segundo o especialista, a ideia inicial era diferente. Upadhyay afirmou que, a princípio, o foco era criar uma chave USB slim que realizasse uma operação de criptografia com um serviço online, servindo para o reconhecimento do usuário. A chave também teria um chip , de modo que ele pudesse ser usado para acessar por dispositivos móveis. No entanto, os usuários não estariam confortáveis com o uso da chave. Dessa forma, criou-se algo que pudesse ser mais interessante para o público. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O Google já está procurando parceiros para esse projeto de tokens, como a FIDO Alliance, um consórcio que, em fevereiro deste ano, lançou uma tecnologia de acesso que não necessita de senhas digitadas, reforçando a segurança.