Araruna-PB, Sexta-Feira, 24 de Fevereiro de 2017
Publicidade
Direitos e Justiça
21 de Dezembro de 2016 ás 08:54h
Justiça barra vereador suspeito de pistolagem de assumir vaga na Câmara de Catolé do Rocha

O vereador eleito de Catolé do Rocha, Ubiraci Rocha, está proibido de tomar posse do cargo no próximo dia 1º de janeiro, por uma decisão da juíza Franssinetti Cananea. Bira, como é conhecido, está preso no presídio padrão de Catolé do Rocha desde o dia 9 de maio, suspeito de ser mandante, articulador e executor de crimes no sertão.

A juíza esclarece que o fato dele ter podido se candidatar e votar nas eleição, não dá a ele o direito de assumir o cargo na Câmara Municipal, já que ele se encontra com prisão preventiva decretada. “O fato de ele ter tido o direito de votar porque era candidato a vereador não lhe dá o direito de tomar posse e participar de uma sessão na Câmara. É necessário que se entenda que ele está privado da liberdade”, disse a juíza.

Ubiraci Rocha foi diplomado por meio de procuração no último dia 15. O pedido para assumir o cargo, no entanto, foi indeferido pela Justiça por entender que a não há amparo legal. Frassinete ressalta que ele não pode cumprir este ato “não porque esteja com os direitos suspensos, porque ele não tem condenação, mas pela situação de se encontrar com prisão preventiva decretada”.

Bira foi o sexto vereador mais votado de Catolé do Rocha, com 948 dos 17.478 votos válidos no município. Para ir votar, ele precisou de autorização judicial e escolta. Bira foi foi preso no dia 9 de maio, em uma operação do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Militar da Paraíba, realizando transações bancárias em uma agência de João Pessoa.

O que você achou desta notícia?
bom Gostei ruim Não Gostei
Gostei 0
Não Gostei 0
Por:
Link:
Comentários ()
© 2011 - 2017 - Araruna1.com
Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução parcial ou total deste site sem prévia autorização.