Araruna-PB, Quarta-Feira, 1 de Março de 2017
Publicidade
Curiosidades
31 de Dezembro de 2016 ás 11:52h
Mega-Sena da virada: a chance de um raio cair em você é mais de 30 vezes maior do que ganhar

O fim de ano costuma ser de agenda cheia para a maioria da população, mas existe um compromisso que sempre acaba achando um espaço na programação: passar na loteria e fazer uma aposta para a Mega-Sena da virada. Para este ano, a estimativa da Caixa Econômica Federal é de um prêmio de R$ 200 milhões. Com um valor tão alto, até quem não tem o hábito de jogar periodicamente resolve fazer pelo menos uma aposta.

É interessante refletir a respeito disso: por que as pessoas se empolgam tanto com as apostas da Mega da virada, mesmo cientes de que a chance de ganhar na loteria é baixíssima? Para que o superlativo faça mais sentido, vamos aos números: a chance de ganhar na loteria é apenas uma em 50 milhões. Em outras palavras, é mais fácil ser atingido por um raio (uma chance a cada 3 milhões) ou tornar-se uma estrela de cinema (1 a cada 1,5 milhão) do que acertar as seis dezenas da Mega-Sena. 

Parece estranho, não é mesmo? Alimentamos a esperança de que poderemos levar a bolada da Mega-Sena, mas nem cogitamos que podemos ser atingidos por um raio. A confiança de que a probabilidade funcione ao nosso favor só acontece quando o propósito é positivo. 

Há uma explicação para isso: o viés de otimismo. Esse conceito pode ser explicado como a tendência que temos a acreditar que tudo será melhor no futuro, mesmo sem nenhuma evidência prática sobre isso no presente. Sendo assim, ainda que a probabilidade seja muito realista sobre nossas chances irrisórias de ganhar na Mega-Sena, esse viés já é o suficiente para nos motivar a ir até a loteria. 

Além disso, há ainda a questão de pertencimento e das referências que temos para medir a nossa felicidade. Em termos práticos, uma pessoa de classe média, hoje, tem uma qualidade de vida muito superior do que tinha um faraó do Egito Antigo. Isso porque as condições de saúde, saneamento, expectativa de vida, entre outros fatores, melhoraram consideravelmente. No entanto, essa não é a nossa medida de felicidade, sempre nos baseamos nas pessoas que estão ao nosso redor. 

Se a turma do escritório ou dos amigos de faculdade resolve fazer um bolão, você não quer sentir-se excluído e nem lidar com o peso de que eles poderiam ganhar e você ficar de fora. Pelo embalo da brincadeira e por esse receio quase irracional, todo mundo acaba entrando na onda dos bolões de fim de ano.

Sendo assim, você pode até não querer abrir mão de fazer a sua aposta de fim ano, mas seja realista para traçar seus planos financeiros para 2017 com base no dinheiro que tem hoje. Organize seu orçamento, foque no pagamento de suas dívidas e procure se organizar para começar a investir. Sonhar com uma bolada na sua conta bancária não custa nada, mas para ter uma vida financeira no azul, é preciso manter os pés no chão.

Blog do Samy Dana 

O que você achou desta notícia?
bom Gostei ruim Não Gostei
Gostei 0
Não Gostei 0
Por:
Link:
Comentários ()
© 2011 - 2017 - Araruna1.com
Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução parcial ou total deste site sem prévia autorização.