Araruna-PB, Sábado, 18 de Novembro de 2017
Publicidade
Mundo
12 de Setembro de 2017 ás 07:26h
Brasileiro em Orlando diz que população 'esperava mais' do furacão Irma

Morando há um ano e 10 meses em Orlando, Flórida, o paraibano Igor Alberto conta que está sem energia elétrica e a polícia do condado de Orange alerta para que as pessoas não saiam de onde estejam depois das 18h. Igor, de 28 anos, conversou com o G1 na tarde desta segunda-feira (11) e mostrou os efeitos dos ventos do furacão Irma, que já matou 42 pessoas no Caribe e nos Estados Unidos, na região onde mora.

Com dificuldade de acesso à Internet, Igor - natural de João Pessoa - disse que “os ventos chegaram a cerca de 70 milhas [112,7 km/h]” e que o furacão não foi tão forte na cidade como em outros locais. No estado americano, quatro milhões de pessoas estão sem luz e 6,3 milhões de pessoas tiveram que ser evacuadas.

Recebemos notificações de furacão pelo celular e tocam um alarme bem alto”, disse o paraibano. “A gente estava esperando que ele (o furacão Irma) chegasse aqui em Orlando com a mesma intensidade que chegou Miami, mas ele perdeu força. [...] Não deu pra arrastar casa e nem inundar ruas como em Miami. Acordamos hoje (11) de manhã, mas não tinha uma poça, um alagamento, mesmo tendo chovido muito”, contou.

O que você achou desta notícia?
bom Gostei ruim Não Gostei
Gostei 0
Não Gostei 0
Por:
Link:
Comentários ()
© 2011 - 2017 - Araruna1.com
Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução parcial ou total deste site sem prévia autorização.