Araruna-PB, Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017
Publicidade
Sexo e Relacionamento
20 de Setembro de 2017 ás 21:13h
Sexóloga lista 12 atitudes brochantes que desanimam qualquer um na hora H

Sexo é sempre bom, além de ser instintivo e agradável para todos, certo? Errado. Apesar de o ato normalmente ser retratado como algo intuitivo em filmes e obras de ficção em geral, a falta de alinhamento entre gostos e expectativas das pessoas envolvidas frequentemente rendem relações nada prazerosas e até problemas no relacionamento. De acordo com Carla Cecarello, sexóloga do site “C-date”, a comunicação aberta entre o casal é o melhor caminho para que a vida sexual seja boa. Quando a comunicação falha, pode acontecer de alguém “deixar escapar” atitudes que, para a outra pessoa, são brochantes.


Falta de higiene, barulho exagerado e tentativas de dominar uma posição exóticas são atitudes que podem ser brochantes

1. Reações exageradas

De acordo com estudos, gemidos e sons de satisfação durante o sexo são, sim, capazes de esquentar o clima tanto para mulheres quanto para homens. É claro que cada pessoa tem uma forma natural de se expressar durante o sexo e, às vezes, um grito ou um gemido mais alto acabam escapando, mas a sexóloga aconselha tomar cuidado com o exagero. “Quando o sexo vira gritaria, a tendência é que o parceiro deixe de ser ativo e perca a concentração no momento”, explica a especialista.

2. Ansiedade

É normal que, principalmente durante a primeira experiência sexual ou a primeira vez com uma pessoa nova, as pessoas fiquem um pouco ansiosas, mas Carla afirma que, em excesso, isso pode prejudicar a performance tanto do homem quanto da mulher. Para elas, medos e preocupações excessivas podem fazer com que os músculos da vagina fiquem tensos e tornem a relação sexual dolorosa. Há casos, inclusive, que a ansiedade faz com que os músculos pélvicos se contraiam involuntariamente e impeçam a penetração. É o caso de quem tem vaginismo , distúrbio que, normalmente, é tratado com fisioterapia íntima.

A preocupação excessiva também é uma das maiores inimigas dos homens na hora H. Segundo Carla, é possível que a ansiedade impeça o homem de ter uma ereção. A timidez que vem dessa ansiedade, porém, pode ser evitada. “Neste caso, uma boa conversa pode ajudar a acalmar as emoções”, aconselha a especialista.

3. Tentativas excessivas de demonstrar “potência”

É claro que, na hora do sexo, todos querem mostrar que são bons. Se preocupar muito em demonstrar que é bom, porém, pode desviar as pessoas do foco principal, que é satisfazer o parceiro ou parceira e receber prazer em troca. Relaxe e faça o que você está lá para fazer!

4. Levar trabalho para a cama

É verdade que as rotinas das pessoas estão cada vez mais caóticas, mas trazer à tona problemas, questões relacionadas ao trabalho e preocupações em geral antes, durante ou depois do sexopode ser uma atitude bem brochante. De acordo com Carla, isso ocorre porque as preocupações fazem com que as pessoas não consigam se entregar completamente ao ato. 

5. Posições sexuais exóticas

Inovar na hora de escolher a posição para a transa pode, sim, dar uma esquentada no clima caso o relacionamento esteja um pouco sem graça, mas, a menos que você seja um atleta, é bom ter em mente que há coisas impossíveis de se fazer, tornando-se extremamente brochantes para o casal. Às vezes, a posição nem é assim tão exótica, mas faz com que alguma das pessoas fique desconfortável e, segundo Carla, o ideal é não continuar nela para evitar um resultado desastroso.

6. Fetiche surpresa

É claro que existem homens e mulheres que gostam, por exemplo, de agir de forma submissa durante o sexo. Ainda assim, se você não sabe se aquela pessoa gosta ou não de uma prática que você aprecia, inseri-la de surpresa no meio do sexo com certeza entra na lista de coisas mais brochantes que alguém pode fazer. Segundo Clara, pode acontecer de o parceiro ou a parceira perder a excitação e o tesão, estragando o clima. O ideal é sempre investir na conversa para saber se algo vai ou não agradar.

7. Discussão de relacionamento

De acordo com a sexóloga, quando o relacionamento está indo mal, a insatisfação pode afetar a excitação do casal. Quando não conseguem “se animar”, homens têm problema com a ereção, enquanto mulheres têm dificuldades com a lubrificação. Sem ereção ou lubrificação, o sexo ou não acontece, ou é bastante desconfortável então, além de manter a famosa DR longe do sexo, a conversa novamente se mostra importante para que o climão não se instale na relação e estrague a vida sexual.

8. Falar demais

Não é como se as pessoas devessem ficar mudas durante o sexo, mas, de acordo com Carla, insistir em bater papo no meio da transa é uma das coisas mais brochantes possíveis. “Uma boa conversa pode ocorrer antes ou depois do ato, mas durante o momento, ninguém merece. Se o parceiro fala demais, não há tesão que aguente”, afirma a especialista.

9. Remédios ou álcool

Se você acha que se encher de vinho antes de transar é uma boa ideia porque relaxa, está enganado. Em excesso, o álcool e o cigarro são verdadeiros inimigos da ereção e, consequentemente, do sexo. De acordo com Carla, antidepressivos, remédios para a pressão e hormônios também podem causar o mesmo efeito.

10. Falta de higiene íntima

Bom, este item é um tanto quanto autoexplicativo. Além de a falta de higiene ser ruim para a própria pessoa, porque pode resultar em problemas de saúde, normalmente gera odores desagradáveis. Ninguém merece, né?

11. Sexo oral inadequado

De acordo com pesquisas recentes , as pessoas consideram o sexo oral algo praticamente indispensável. Feito da maneira errada, porém, ele pode desagradar mais do que excitar. De acordo com Carla, falta de cuidado ao manipular as zonas erógenas e negligência ao clitóris podem ser atitudes bem brochantes.

12. Mau humor

Tanto as demonstrações de bom humor exacerbadas (como gritos) quanto o mau humor podem ser atitudes bastante brochantes. “Se algo não vai bem, não há com o sexo ser gostoso, principalmente se um deles estiver mal humorado ou achando que tudo vai dar errado”, afirma Carla. Neste caso, até que o astral já esteja um pouco melhor, é mais indicado evitar o sexo.

IG 
 

Falta de higiene, barulho exagerado e tentativas de dominar uma posição mirabolante são exemplos de atitudes que podem cortar o clima; veja outros 

Sexo é sempre bom, além de ser instintivo e agradável para todos, certo? Errado. Apesar de o ato normalmente ser retratado como algo intuitivo em filmes e obras de ficção em geral, a falta de alinhamento entre gostos e expectativas das pessoas envolvidas frequentemente rendem relações nada prazerosas e até problemas no relacionamento. De acordo com Carla Cecarello, sexóloga do site “C-date”, a comunicação aberta entre o casal é o melhor caminho para que a vida sexual seja boa. Quando a comunicação falha, pode acontecer de alguém “deixar escapar” atitudes que, para a outra pessoa, são brochantes.

Falta de higiene, barulho exagerado e tentativas de dominar uma posição exóticas são atitudes que podem ser brochantesShutterstock
Falta de higiene, barulho exagerado e tentativas de dominar uma posição exóticas são atitudes que podem ser brochantes

1. Reações exageradas

De acordo com estudos, gemidos e sons de satisfação durante o sexo são, sim, capazes de esquentar o clima tanto para mulheres quanto para homens. É claro que cada pessoa tem uma forma natural de se expressar durante o sexo e, às vezes, um grito ou um gemido mais alto acabam escapando, mas a sexóloga aconselha tomar cuidado com o exagero. “Quando o sexo vira gritaria, a tendência é que o parceiro deixe de ser ativo e perca a concentração no momento”, explica a especialista.

2. Ansiedade

É normal que, principalmente durante a primeira experiência sexual ou a primeira vez com uma pessoa nova, as pessoas fiquem um pouco ansiosas, mas Carla afirma que, em excesso, isso pode prejudicar a performance tanto do homem quanto da mulher. Para elas, medos e preocupações excessivas podem fazer com que os músculos da vagina fiquem tensos e tornem a relação sexual dolorosa. Há casos, inclusive, que a ansiedade faz com que os músculos pélvicos se contraiam involuntariamente e impeçam a penetração. É o caso de quem tem vaginismo , distúrbio que, normalmente, é tratado com fisioterapia íntima.

A preocupação excessiva também é uma das maiores inimigas dos homens na hora H. Segundo Carla, é possível que a ansiedade impeça o homem de ter uma ereção. A timidez que vem dessa ansiedade, porém, pode ser evitada. “Neste caso, uma boa conversa pode ajudar a acalmar as emoções”, aconselha a especialista.

3. Tentativas excessivas de demonstrar “potência”

É claro que, na hora do sexo, todos querem mostrar que são bons. Se preocupar muito em demonstrar que é bom, porém, pode desviar as pessoas do foco principal, que é satisfazer o parceiro ou parceira e receber prazer em troca. Relaxe e faça o que você está lá para fazer!

4. Levar trabalho para a cama

É verdade que as rotinas das pessoas estão cada vez mais caóticas, mas trazer à tona problemas, questões relacionadas ao trabalho e preocupações em geral antes, durante ou depois do sexopode ser uma atitude bem brochante. De acordo com Carla, isso ocorre porque as preocupações fazem com que as pessoas não consigam se entregar completamente ao ato. 

5. Posições sexuais exóticas

Inovar na hora de escolher a posição para a transa pode, sim, dar uma esquentada no clima caso o relacionamento esteja um pouco sem graça, mas, a menos que você seja um atleta, é bom ter em mente que há coisas impossíveis de se fazer, tornando-se extremamente brochantes para o casal. Às vezes, a posição nem é assim tão exótica, mas faz com que alguma das pessoas fique desconfortável e, segundo Carla, o ideal é não continuar nela para evitar um resultado desastroso.

6. Fetiche surpresa

É claro que existem homens e mulheres que gostam, por exemplo, de agir de forma submissa durante o sexo. Ainda assim, se você não sabe se aquela pessoa gosta ou não de uma prática que você aprecia, inseri-la de surpresa no meio do sexo com certeza entra na lista de coisas mais brochantes que alguém pode fazer. Segundo Clara, pode acontecer de o parceiro ou a parceira perder a excitação e o tesão, estragando o clima. O ideal é sempre investir na conversa para saber se algo vai ou não agradar.

7. Discussão de relacionamento

De acordo com a sexóloga, quando o relacionamento está indo mal, a insatisfação pode afetar a excitação do casal. Quando não conseguem “se animar”, homens têm problema com a ereção, enquanto mulheres têm dificuldades com a lubrificação. Sem ereção ou lubrificação, o sexo ou não acontece, ou é bastante desconfortável então, além de manter a famosa DR longe do sexo, a conversa novamente se mostra importante para que o climão não se instale na relação e estrague a vida sexual.

8. Falar demais

Não é como se as pessoas devessem ficar mudas durante o sexo, mas, de acordo com Carla, insistir em bater papo no meio da transa é uma das coisas mais brochantes possíveis. “Uma boa conversa pode ocorrer antes ou depois do ato, mas durante o momento, ninguém merece. Se o parceiro fala demais, não há tesão que aguente”, afirma a especialista.

9. Remédios ou álcool

Se você acha que se encher de vinho antes de transar é uma boa ideia porque relaxa, está enganado. Em excesso, o álcool e o cigarro são verdadeiros inimigos da ereção e, consequentemente, do sexo. De acordo com Carla, antidepressivos, remédios para a pressão e hormônios também podem causar o mesmo efeito.

10. Falta de higiene íntima

Bom, este item é um tanto quanto autoexplicativo. Além de a falta de higiene ser ruim para a própria pessoa, porque pode resultar em problemas de saúde, normalmente gera odores desagradáveis. Ninguém merece, né?

11. Sexo oral inadequado

De acordo com pesquisas recentes , as pessoas consideram o sexo oral algo praticamente indispensável. Feito da maneira errada, porém, ele pode desagradar mais do que excitar. De acordo com Carla, falta de cuidado ao manipular as zonas erógenas e negligência ao clitóris podem ser atitudes bem brochantes.

12. Mau humor

Tanto as demonstrações de bom humor exacerbadas (como gritos) quanto o mau humor podem ser atitudes bastante brochantes. “Se algo não vai bem, não há com o sexo ser gostoso, principalmente se um deles estiver mal humorado ou achando que tudo vai dar errado”, afirma Carla. Neste caso, até que o astral já esteja um pouco melhor, é mais indicado evitar o sexo.

IG 
 

O que você achou desta notícia?
bom Gostei ruim Não Gostei
Gostei 0
Não Gostei 0
Por:
Link:
Comentários ()
© 2011 - 2017 - Araruna1.com
Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução parcial ou total deste site sem prévia autorização.