Notícia
Mensalidades escolares terão reajuste entre 7,5% e 10% na Capital

Publicado em 21/10/2017

Reprodução

Os pais vão pagar mais caro pela matrícula e mensalidade dos filhos nas escolas particulares a partir de janeiro de 2018. A decisão sobre o novo reajuste foi tomada durante reunião realizada na sede do sindicato dos donos de escolas e universidades privadas de João Pessoa, com representantes do Procon-JP.

O percentual do novo valor ficou entre 7,5% e 10%. Mas para praticar o reajuste, cada escola terá que apresentar ao Procon sua planilha de gasto para justificar o aumento. O índice ficou abaixo do praticado no ano passado que foi de 12%.

O percentual de reajuste da mensalidade escolar foi baseado no Índice de Preços ao Consumidor (IPC) no segmento educação para 2018. Na reunião também foram discutidos os temas inadimplência e lista de material escolar, ou seja, o que é permitido ou não as escolas cobrarem dos pais de alunos.

Quanto aos casos dos pais com mensalidades atrasadas em João Pessoa, o titular do Procon-JP afirmou que a Secretaria se propõe a intermediar as negociações entre as duas partes. Helton Renê disse ainda que apesar do alto índice de inadimplência, os alunos não podem sofrer constrangimentos devido aos débitos dos pais. A lei garante que não se pode reter documentação dos estudantes e eles não podem ser impedidos de fazer as provas.

Sindicato - O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado da Paraíba (Sinepe -PB), Odésio Medeiros, disse que essas reuniões com o Procon-JP são importantes porque são repassadas as informações de quais são os direitos e deveres à luz da legislação em relação ao reajuste da mensalidade, a inadimplência e a lista de material escolar. "Essas orientações evitam muitos problemas. Podemos dizer que são reuniões preventivas", disse Odésio.

A inadimplência nos colégios continua alta na Região Metropolitana de João Pessoa em razão da crise econômica que passa o país, mas segundo o presidente do Sinepe-PB, nem sempre a crise é a causa da inadimplência. Em alguns casos, os pais preferem fazer viagens com os filhos ou trocarem seus veículos antigos por carros mais possantes, ao invés de cumprirem seus compromissos com a escola. "Para cada 100 alunos, cerca de 30 estão com as mensalidades atrasadas", revelou Odésio. Em todo o Estado existem 723 estabelecimentos de ensino privado. Só em João Pessoa são 210 escolas. A rede privada de ensino engloba as escolas de ensino fundamental, ensino médio e ensino superior.

Redação


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.