Araruna-PB, Sábado, 18 de Novembro de 2017
Publicidade
Brasil
08 de Novembro de 2017 ás 07:29h
Fala atrapalhada de Temer expõe crise na comunicação do Planalto

Depois da repercussão negativa da fala atrapalhada do presidente Michel Temer sobre a dificuldade de votar a reforma da Previdência, aliados passaram a atribuir o erro ao racha na comunicação do Palácio do Planalto. 

Interlocutores diretos de Temer alertaram que a crise na comunicação do governo deixou exposto o próprio presidente. 

Parte do problema na comunicação é atribuído ao ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência, que assumiu a coordenação desse setor do governo e iniciou uma queda de braço com a Secretaria de Imprensa. 

A avaliação é de que a crise aumentou depois que o marqueteiro de Temer, Elsinho Mouco, foi colocado no Palácio do Planalto para cuidar da estratégia digital do governo.

“O Moreira não deveria estar cuidando da comunicação. Ele está com a cabeça nas acusações feitas pelo (deputado cassado) Eduardo Cunha. Como vai cuidar de um tema tão delicado como a comunicação de uma fala de Temer sobre reforma da Previdência?”, questionou ao Blog um interlocutor de Temer depois de ter feito o alerta diretamente ao presidente. 

A constatação no próprio Planalto é que foi um gravíssimo erro ter transmitido ao vivo o início da reunião com líderes aliados sobre a reforma da Previdência. Até porque, já se sabia desde o início, que alguns líderes não participariam do encontro como uma forma de pressão por uma reforma ministerial. 

Como revelou o Blog, auxiliares próximos do próprio Temer reconheceram que o presidente errou ao fazer uma fala de improviso sobre um tema tão delicado em uma transmissão ao vivo pela televisão. Segundo um auxiliar, Temer "lavou as mãos" ao admitir que o Congresso pode não votar a reforma. 

“Mas Temer foi induzido ao erro por uma comunicação do governo que vive uma crise de identidade”, observou esse interlocutor. 

Depois da fala desastrosa da segunda-feira (6) o presidente Michel Temer mobilizou o governo nesta terça-feira (7) para tentar tranquilizar os mercados, dizendo que ainda fará um esforço para aprovar a reforma da Previdência. 

O racha na comunicação ficou mais evidente depois que Moreira Franco levou Elsinho Mouco para o Planalto. O marqueteiro agora tem sala no quarto andar, apesar de não ser servidor público. Moreira assumiu a comunicação para tentar reverter a desaprovação recorde de Temer nas pesquisas. 

Desde 1º de agosto, Mouco foi contratado como diretor de conteúdo pela agência de comunicação Isobar para cuidar desse setor, substituindo Daniel Braga, que comandou as redes sociais do prefeito de São Paulo, João Doria, durante a campanha eleitoral de 2016. 

Um auxiliar próximo de Temer lembra que o presidente está perdendo a sua personalidade mais sóbria, com posts e vídeos constantes nas redes sociais. 

Recentemente, ele apareceu numa foto no Twitter (abaixo) afagando seu cachorro no Palácio do Jaburu. A postagem virou "meme" na internet.

 

“Isso não é o Michel (Temer). Nunca ninguém viu ele fazer isso no Jaburu. Michel tem que tomar cuidado para não perder sua característica com uma exposição excessiva nas redes sociais”, disse ao Blog esse auxiliar. 

O que você achou desta notícia?
bom Gostei ruim Não Gostei
Gostei 0
Não Gostei 0
Por:
Link:
Comentários ()
© 2011 - 2017 - Araruna1.com
Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução parcial ou total deste site sem prévia autorização.