Araruna-PB, Sábado, 18 de Novembro de 2017
Publicidade
Cultura e Diversão
09 de Novembro de 2017 ás 09:54h
'Dona Flor e Seus Dois Maridos' é o destaque do cinema; confira outras estreias

Os cinemas de João Pessoa recebem neste fim de semana nada menos que três estreias nacionais dentro da programação, que não conta com filmes estrangeiros novos. Isso é um reflexo do fortalecimento da produção brasileira para o formato, com opções para todos os gostos.


Clássico do cinema nacional e até poucos anos um recorde de ingressos no país, Dona Flor e Seus Dois Maridos é baseado no igualmente célebre livro de Jorge Amado. O original de 1976 foi lançado quando o diretor Bruno Barreto tinha apenas 20 anos e a produção chegou a ser indicada ao Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, mas perdeu a competição para Sonata de Outono, de Ingmar Bergman. Por conta disso, a tarefa de fazer um remake do filme era um desafio grande, tanto para o diretor da empreitada, Pedro Vasconcelos (O Concurso), quanto para a estrela da produção, Juliana Paes, que reinterpreta um papel que ficou marcado pela atuação de Sônia Braga.

A história já é conhecida pelo público. Dona Flor era casada com o mulherengo, fogoso e malandro Vadinho (Marcelo Faria, que interpretou o papel no teatro), até que um dia ele morre. Depois de algum tempo de viuvez, decide se aproximar de uma figura diametralmente oposta ao seu ex-cônjuge: o corretíssimo Dr. Teodoro (Leandro Hassum). 



‘Vazante’

Início do século dezenove. Em uma fazenda imponente e decadente, situada na região dos diamantes em Minas Gerais, brancos, negros nativos e recém-chegados da África sofrem com os conflitos e a incomunicabilidade gerada pela solidão e pelas tensões raciais e de gênero em um país que passa por um forte período de mudança.



‘Gosto se Discute’

Augusto (Cássio Gabus Mendes) é o chef de um restaurante requintado, estabelecido há anos, que está em baixa devido ao sucesso de um ex-pupilo, Patrick (Gabriel Godoy), que trabalha em um food truck bem na praça em frente ao estabelecimento. Devido à situação, o banco que também é sócio do restaurante indica a rigorosa Cristina (Kéfera Buchmann) para ser a nova gerente. Ela de imediato bate de frente com Augusto, já que deseja alterar a rotina do local de forma a torná-lo rentável. Só que, em meio à pressão em criar um novo cardápio, Augusto passa a ter uma rara síndrome que faz com que perca o paladar.

O que você achou desta notícia?
bom Gostei ruim Não Gostei
Gostei 1
Não Gostei 0
Por:
Link:
Comentários ()
© 2011 - 2017 - Araruna1.com
Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução parcial ou total deste site sem prévia autorização.