Notícia
Juliana Paes fará pausa na TV em 2018: 'Preciso ficar fora, Bibi foi muito forte'
'Ainda estou sentindo repercussão', conta atriz. Ela diz que 'agora quer descansar', mas vai emendar filmes no ano que vem.

Publicado em 14/11/2017

Reprodução

Vai demorar um pouquinho para os fãs verem Juliana Paes de novo na TV. Depois de Bibi, o maior fenômeno de repercussão de “A força do querer” (Globo), a atriz pretende dedicar o ano que vem ao cinema. Ela diz ao G1:

 

“Preciso mesmo ficar fora da TV um pouquinho porque a Bibi foi muito forte.”

 

A atriz foi de ingênua a perigosa na trama que terminou em outubro. Como mulher do traficante Rubinho (Emílio Dantas), se envolveu com o crime, foi presa, traída e armou um monte de barracos com Carine (Carla Diaz). No fim, teve sua redenção e o aguardado final feliz.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

"As pessoas ainda estão muito emocionadas com a personagem", afirma. "Ainda estou sentindo essa repercussão, agora que tenho podido sair na rua, falar com as pessoas. Fico muito feliz."

Assista ao trailer de "Dona Flor e Seus Dois Maridos"

 

Dona flor do século 21

 

Juliana diz que "agora quer descansar". Mas já tem longas para rodar em 2018 - ela não revela detalhes. No próximo dia 23, estreia na nova adaptação para os cinemas de "Dona Flor e seus dois maridos", obra de Jorge Amado.

Distante da protagonista interpretada por Sonia Braga há 40 anos, a atriz vive uma Flor antenada a uma discussão atual: a tensão entre desejo e moralidade e o olhar da sociedade sobre as mulheres.

Para Juliana, a obra é uma prova de que Jorge foi "um grande feminista". "Ele escreveu um livro em que, no final, a mulher não faz concessões", disse ao lançar o filme neste mês em São Paulo.

"Ela termina com o equilíbrio. Razão e emoção, amor e desejo. Todo mundo quer um pouco de tudo. Essa coisa de 'bela, recatada e do lar' é uma palhaçada, isso não existe."


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.