Notícia
Casa da Criança precisa de doações para se adequar a projeto dos Bombeiros e não fechar

Publicado em 27/11/2017

Reprodução

Para não correr o risco de  fechar as suas portas  em 2018, a Casa da Criança Dr João Moura ainda precisa de doações para se adequar a um projeto de prevenção de incêndio exigido pelo Corpo de Bombeiros.

A maior preocupa a direção é conseguir se adequar às exigências do CB e da Gerência de Vigilância Sanitária (Gevisa). O prédio precisa passar por uma reforma que deve custar algo em torno de R$ 150 mil. A secretária da instituição, Maria Betânia, teme que as exigências não sejam cumpridas.

– O Corpo de Bombeiros fez visitas e laudos que eram necessários. É preciso um projeto para se adequar e também da aquisição de hidrantes, que são primordiais na casa já que ela é antiga, tem fiação elétrica exposta e muita madeira. Temos que nos adequar para prevenir incêndios – disse Além do apelo para doações em espécie no sentido de se aquedar às exigências dos Bombeiros e da Gevisa, a casa da Criança Dr João Moura, também necessita de doações de alimento, colchões, produtos de higiene pessoal, entre outros.

Os maiores gastos são com alimentação para as mais de 215 crianças, que passam o dia lá, e com a folha de pessoal. Segundo a irmã Joana dos Santos, diretora da instituição, as freiras doam as aposentadorias para pagar os funcionários. Em recente entrevista, o capitão Roberto Matias, do 2º Batalhão de Bombeiros Militares em Campina Grande, afirmou que está esperando um posicionamento da Casa da Criança Doutor João Moura para que o projeto de prevenção de incêndio seja elaborado para a instituição.

Roberto disse que a casa ainda não conta com o certificado do Corpo de Bombeiros em decorrência da falta desse projeto. – Fui fazer a vistoria e dei todo o suporte. Vamos agir da melhor forma possível, porque sabemos que a casa vive de doações. Há condições técnicas, mas é preciso que as pessoas nos procurem para tentarmos ajudar da melhor forma – disse. O capitão também comentou sobre a situação do projeto contra incêndio do Instituto São Vicente de Paulo. Ele destacou que a execução já está em andamento e tem um valor elevado por conta do preço dos materiais.

Roberto ainda ressaltou a importância de ter um projeto de prevenção a incêndio em uma casa de abrigo para idosos e disse que se sente realizado ao perceber que o instituto vai estar tranquilo e com o certificado do Corpo de Bombeiros. – O projeto foi aprovado pelo Corpo de Bombeiros e ficamos muito alegres em saber que o São Vicente de Paulo está executando o projeto. A gente ficou sempre acompanhando através de vistorias e dando suporte – disse.  

Redação


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.