Notícia
LEI ANTIMANICOMIAL: MPPB aponta erro em internação e investiga a morte de Jonathan do Vale no Juliano Moreira

Publicado em 13/12/2017

Reprodução

O Ministério Público da Paraíba, por meio da Promotoria da Saúde, investiga a morte do empresário Jonathan do Vale Ribeiro, de 24 anos, dentro do Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira, em João Pessoa, ocorrida nesse último final de semana.
Ao Portal MaisPB, a promotora Maria das Graças afirmou que já notificou a unidade para saber o que teria motivado a morte do interno.
“Nós começamos a investigação, inclusive comunicando ao Conselho Regional de Medicina para saber se foi erro e vamos aguardar o resultado do laudo e ver o que ele vai dizer”, pontuou.
Segundo a promotora, há suspeitas de que o Juliano Moreira esteja descumprindo a Lei Antimanicomial, que estabelece diretrizes para tratamento dos pacientes com problemas mentais, no momento da internação da vítima. Para a promotora, o paciente teria sido agredido já no momento da internação. “Foram três pessoas para fazer a contenção dele”, declarou.
Ao decorrer da investigação, a direção da unidade e a equipe médica que atendeu paciente serão ouvidas. Caso seja apontado algum erro, a promotora garantiu que os culpados serão punidos.
Relembre o caso
O empresário Jonathan do Vale Ribeiro havia sido internado no Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira na semana passada apresentando sinais de inquietação e desorientação.
No sábado (09), ele foi encontrado morto na sala de observação, onde estava com outros três pacientes. Conforme a direção da unidade, não havia qualquer tumulto ou quadro que indicasse confronto entre os pacientes.
A delegacia de Homicídios da Capital abriu uma investigação para apurar o acontecimento. A suspeita é de que ele tenha sido agredido e morto por asfixia.
A instituição, por sua vez, abriu uma sindicância para apurar o caso. Dois servidores que estavam de plantão na noite em que o paciente morreu já foram interrogados.
por: Wallison Bezerra – MaisPB
Fonte: http://www.maispb.com.br


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.