Notícia
Futuro de Neymar deixa TVs inseguras com leilão de direitos do Francês

Publicado em 03/01/2018

Reprodução

As recorrentes notícias que tiram Neymar do PSG e o colocam em outras equipes, como o Real Madrid, recentemente, geraram um clima de insegurança entre executivos de emissoras brasileiras de TV em relação ao leilão dos direitos de transmissão do Francês. Os direitos do campeonato, hoje do Grupo Globo que os sublicencia à ESPN, vencem ao final da temporada atual, em meados deste ano.

A apresentação das propostas prevê duas modalidades de ofertas, uma com duração de até seis temporadas e outra mais breve, com previsão de três temporadas. Representantes dos quatro principais canais em condições reais de participar do leilão demonstraram reações que vão do pouco interesse à cautela, sob o discurso de ''não fazer loucuras'', em relação ao Francês.

O argumento recorrente dos executivos, que reconhecem defasagem no valor atual do Francês com Neymar, é justamente que se Neymar trocar o PSG por outro time, terão um mico nas mãos, dada a pouca atratividade do campeonato sem Neymar. É apontado que o Francês carece de um clássico como um Barcelona x Real Madrid, e que até os impressionantes índices do início da temporada, quando o Francês liderava toda a audiência da TV paga (incluindo canais de filmes, infantis, variedades etc) perderam o fôlego.

Há um outro complicador para os cofres das emissoras, com a realização dos leilões dos direitos de TV da Libertadores, atualmente em poder do Fox Sports e licenciado à Globo, prioridade dos quatro principais canais por assinatura de esportes, e o da Champions, hoje do canal Esporte Interativo, entre outros campeonatos que terão os seus direitos de TV em disputa dentro dos próximos meses.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

UOL 


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.