Notícia
Ratinho diz que Globo propõe 'exagero de viado' em novelas e é acusado de homofobia

Publicado em 04/01/2018

Reprodução

O apresentador Ratinho provocou revolta entre os seguidores depois de uma publicação considerada homofóbica no Instagram. Na postagem, Carlos Alberto Massa, do SBT, afirma que a Globo propõe um "exagero de viado", referindo-se a quantidade de personagens LGBT nas produções da emissora. "Eu estava aqui vendo a novela da Globo, aquela coisa de cangaceiro e tal. Mas poxa, a Globo colocou 'viado' até em filme de cangaceiro, gente? Naquele tempo não tinha 'viado' não", disse. 
"Você acha que tinha 'viado' naquele tempo? É muito 'viado': é 'viado' às seis da tarde, é 'viado' às oito da noite, é 'viado' às nove da noite, é 'viado' às dez da noite, é muito 'viado'. Eu não sei o que está acontecendo, não tem tanto 'viado' assim. Ou tem? Será?", completa o comediante de 61 anos. No espaço para comentários, seguidores apontaram preconceito e intolerância incutidos no discurso. "E tem pouco hétero nas novelas?", indagou um internauta. "E o que é que tem? Te afeta isso? Cuidado com a heterossexualidade frágil", disse outro. 
Ratinho se referia à série Entre irmãs, que estreou na emissora na última terça-feira (2), ambientada no Sertão nordestino, com cenas gravadas em Pernambuco. Na trama, o ator Rômulo Estrela vive Degas, um homem da alta sociedade que sustenta um casamento falso com Emília (Marjorie Estiano), mas é homossexual ainda não assumido para a família. 
Em Malhação, na faixa de horário da tarde, houve recentemente o beijo entre as personagens Lica (Manoela Aliperti) e Samantha (Giovanna Grigio), que vivem um romance. Além disso, a Globo se propôs, no passado, a abordar a transexualidade masculina na novela A força do querer, na qual Carol Duarte viveu Ivan, um homem transgênero homossexual. 


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.