Araruna-PB, Domingo, 21 de Janeiro de 2018
Publicidade
Sexo e Relacionamento
12 de Janeiro de 2018 ás 09:59h
Chumbo trocado dói sim! 5 razões para não revidar uma traição

Pagar o sofrimento causado por uma traição na mesma moeda pode parecer bom, em um primeiro momento. Não dá para ignorar que a vingança proporciona prazer, mas o efeito é momentâneo.

Antes de revidar, é bom refletir sobre alguns efeitos negativos que a atitude pode trazer para quem a pratica.

1 - Risco de virar um padrão no relacionamento

Dar o troco e trair também pode fazer com que se inicie um ciclo de quebra de confiança, amizade e parceria na relação.

“Em vez de acabar com o problema da infidelidade, você dá forças para que se crie um padrão de convivência baseado em mais traição”, afirma a psicóloga Carolina Veras.

O ponto central é ficar condicionado a se defender dentro da relação, segundo o psicólogo e educador sexual Breno Rosostolato.

2 - Quem dá o troco pode se machucar ainda mais

Muitas vezes, o objetivo da vingança é fazer com que o outro sinta a mesma dor.

Apostar que trair de volta possa ser um ressarcimento emocional pode ser um tiro na água. “Às vezes, o outro nem se importa ou não demostra o que realmente sente, e isso deixa o traído mais magoado ainda”, diz a psicóloga clínica Joselene L. Alvim.

Além de ser impossível prever o efeito da traição de vingança, é bem provável que, com a autoestima abalada, a pessoa nem consiga usufruir de alguma satisfação.

3 - Usar alguém pode ter sérias consequências

Seduzir alguém para ferir uma pessoa não deixa de ser uma traição também, de acordo com a psicóloga Deusa Rita Jardelli Robles.

“No revide da traição, pode acontecer de a outra pessoa se envolver emocionalmente com você”, diz Carolina Veras. Ou seja, a confusão pode ser ainda maior, pois não se pode controlar o comportamento alheio e como e quanto afetamos os outros.

4 - A relação não sai do lugar

Para Deusa Robles, revidar a traição é ainda uma forma de perpetuar um padrão de imaturidade na relação. Não se tenta compreender que aspectos do relacionamento favoreceram o aparecimento da infidelidade.

“Ambos revidam e não elaboram nada. Permanecem, assim, em uma zona de conforto, na qual o sofrimento continua existindo e nada se transforma”, afirma Deusa. Ninguém jamais se satisfaz.

5 - Você se diminui

“Revidar qualquer coisa que seja coloca você no mesmo nível do outro. Se condena algo em alguém, mas faz o mesmo, que moral tem para reclamar?”, questiona a psicanalista Júlia Bárány.

UOL 

O que você achou desta notícia?
bom Gostei ruim Não Gostei
Gostei 0
Não Gostei 0
Por:
Link:
Comentários ()
© 2011 - 2018 - Araruna1.com
Todos os direitos reservados
É proibida a reprodução parcial ou total deste site sem prévia autorização.