Notícia
Maranhão diz que Cartaxo é hostil e ironiza demissões: “ninguém do MDB está triste, nem vai morrer de fome”

Publicado em 11/02/2018

Reprodução

O senador e pré-candidato do MDB José Maranhão não deixou barato os últimos movimentos do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) para com o seu partido. Em Cajazeiras, neste final de semana, o emedebista foi irônico e mandou um recado para Cartaxo, além de repreender o equívoco da estratégia de fortalecimento do nome do prefeito dentro do grupo das oposições para as eleições deste ano.

“O prefeito, que se diz candidato da oposição, mas desrespeita essa ideia de oposição no momento em que ele hostiliza aos aliados que representavam o MDB. Mas não tem ninguém triste com isso, nem vai ninguém morrer de fome. Se ele pensou em punir o pessoal do MDB, ele se enganou. Ele apenas se coloca numa posição de hostilidade. Como é que o sujeito quer ser candidato de um grupo e hostiliza esse grupo político? Não faz sentido”, afirmou Maranhão.

Ele ainda afirmou que está conversando com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) sobre eleições, menos com o prefeito de João Pessoa.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Eu to conversando com Cássio, com Romero, só não to conversando com Cartaxo porque ele não admite conversar com ninguém. A maior prova que ele não quer conversar com o MDB é ele ter demitido os poucos emedebistas que tinha no governo dele. Do MDB só quer conversar mesmo com Manoel Junior, que é seu vice e como tal está intimamente ligado a ele”, justifica.

E questiona força de Cartaxo até mesmo dentro do PSD. ““Ele nem foi lançado ainda pelo partido dele, o PSD, nem foi lançado por nenhum outro partido, mas se diz o candidato das oposições”, disse.


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.