Notícia
Existem tratamentos para dores de cabeça crônica que vão além de remédios?

Publicado em 08/03/2018

Reprodução

"Tenho dores de cabeça crônicas e uso medicação há meses, mas gostaria de parar de tomar. Existem tratamentos que vão além dos remédios"?

Após três meses de dor de cabeça persistente, ela passa a ser considerada crônica. Como a dor pode ser um sintoma de inúmeras doenças, é importante buscar a causa, com o apoio de diversos profissionais, para um tratamento eficaz.

Ansiedade, estresse, depressão, obesidade, transtornos bipolares e hipertensão arterial são apenas alguns dos possíveis causadores. Algumas vezes até o uso excessivo (mais de 10 dias de uso por mês) de medicamentos indicados para a própria crise de enxaqueca, como anticonvulsivantes e antidepressivos, podem piorar os casos.

Idealmente, o tratamento deve envolver estratégias farmacológicas e não farmacológicas. As medicações são importantes, mas não são as únicas opções. Geralmente, são recomendados hábitos mais saudáveis, como cuidar da qualidade do sono, ter uma dieta balanceada, evitar bebida alcoólica e o abuso de cafeína, praticar atividades físicas regulares e aplicar técnicas de relaxamento, como ouvir música, praticar ioga, fazer acupuntura e fisioterapia manual. Além disso, a psicoterapia e terapia cognitiva comportamental podem ajudar.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O uso de toxina botulínica em alguns pontos também é uma opção terapêutica eficaz em alguns casos. Recentemente, o uso de vitamina B2 em doses altas também se mostrou eficaz no tratamento de enxaqueca. 

Fontes: Fabio Porto, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo; Koshiro Nishikuni, doutor em Ciências pela USP e neurocirurgião do Hospital Santa Cruz.

VivaBem 

Você também pode enviar informações à redação do portal paraiba.com pelo whatsapp 83 98149 3906.