Notícia
Hospital psiquiátrico de João Pessoa fecha e situação gera caos na saúde da capital, afirma sindicalista

Publicado em 11/03/2018

Reprodução

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimento de Serviços de Saúde do Estado da Paraíba (SINDESEP) está preocupado com o fechamento do Instituto de Psiquiatria (IPP) em João Pessoa. De acordo com o presidente do sindicato, Roberto de Andrade Leôncio, houve uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF) para o fechamento do hospital psiquiátrico.

De acordo com ele, o secretário de Saúde do Município, Adalberto Fulgêncio, não comunicou o fechamento do hospital aos Conselhos Municipal e Estadual de Saúde e soltou uma nota circular no dia 20 de fevereiro desse ano comunicando aos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) ao Pronto Atendimento de Saúde Mental, (PASM) e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), ao Complexo Hospitalar de Mangabeira e o Hospital Infantil do Valentina a suspensão de internação dos portadores de necessidades especiais para IPP em virtude da recomendação do MPF por meio de ofício 183\2018 a partir do último dia 5. 

Com isso, os pacientes de longa permanência serão acolhidos nos serviços de residência terapêuticas de João Pessoa. A preocupação do sindicato com essa determinação do secretário de Saúde do município é que o fechamento do IPP vai prejudicar 100 famílias de trabalhadores do hospital de forma direta e indireta ficando desempregadas e, levando em consideração, a necessidade das famílias dos portadores de necessidades, os quais só contavam com esta instituição que hoje atende 160 pacientes e que agora serão devolvidos aos seus familiares.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“E seus tratamentos ficarão sob responsabilidade de quem? “, indagou o presidente do SINDESEP. Roberto de Andrade Leôncio explicou que desde 2002 teve uma portaria 251 do Ministério da Saúde aonde determinava que o Estado e o município criassem uma comissão para regulamentar os hospitais de psiquiatria e fizessem suas classificações, “mas até a data de hoje não temos conhecimento da criação dessas comissões como também os pareceres dela”, afirmou.

 

 

Pbagora


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.