Notícia
Após pedido de suspensão, UEPB adotará cotas raciais em concursos
Adequação ocorrerá nos editais para contratação de agente de portaria e analistas de sistema

Publicado em 17/05/2018

Reprodução

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) informou nesta quarta-feira (16) que adotará as providências necessárias para inserir nos editais dos processos seletivos para agente de portaria e analista de sistema, reserva de vagas (cotas) para pessoas autodeclaradas negras. A instituição decidiu republicar os editais, após concordar com a argumentação jurídica da Defensoria Pública, em ação civil pública na qual se questionou a ausência de cotas nos editais.

Os certames preveem 42 vagas para agente de portaria e 20 vagas para analistas desenvolvedores de sistema.

O pronunciamento do reitor Rangel Júnior se deu através da Procuradoria Jurídica da UEPB junto ao Juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campina Grande, na Ação Civil Pública ajuizada pelos defensores Marcel Joffily e José Alípio Bezerra de Melo pela inexistência de cotas raciais.

Em Juízo, a UEPB reconheceu que os questionamentos formulados são “absolutamente procedentes”, já que estão fundamentados no que determina a legislação em vigor.


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.