Policial
Estudante mentiu sobre estupro após sair de ônibus em CG, diz Polícia

Publicado em 15/08/2018 23:51

Reprodução

Uma jovem de 17 confessou que mentiu sobre ter sido estuprada após sair de um ônibus, em Campina Grande, na noite desta segunda-feira (17). Segundo informações da Polícia Civil, a mesma escondeu a calcinha que usava e inventou o estupro por ter problemas psicológicos.

A estudante informou à polícia, na segunda-feira, que estava dentro de um ônibus e foi forçada a descer do coletivo por dois suspeitos do crime. Porém, a câmera de segurança do veículo mostra que ela entra e sai sozinha do transporte.

Durante entrevista coletiva dada na Central de Polícia Civil de Campina Grande. Alba Tânia, delegada responsável pelo caso, exibiu as imagens das câmeras de segurança do coletivo em que a estudante estava.

As imagens da câmera do ônibus mostram o momento em que ela entra, fica e depois sai do ônibus, sempre sozinha. O exame sexológico realizado na jovem não demonstrou vestígios de material genético nem sinais de nenhuma violência.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Ainda de acordo com a delegada Alba Tânia, no momento em que a adolescente conta que foi estuprada, ela estava em contato com familiares e com o namorado.

A jovem deve passar por acompanhamento psicológico. A Polícia Civil trata o caso como ato infracional e denunciação caluniosa.


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.