Araruna
Queda de forro de gesso e interdição faz vereador ararunense denunciar a prefeitura pelas más condições físicas das escolas municipais junto ao Ministério Publico

Publicado em 09/08/2019 00:10 - Atualizado em 09/08/2019 00:10

Reprodução

O vereador Adailson Bernardo protocolou na manhã de 07 de agosto, no Ministério Público de Araruna denuncia sobre as más condições físicas das escolas municipais de Araruna, pedindo uma vistorias em todas as escolas e aquelas que apresentarem más condições que sejam interditadas, o motivo que levou o parlamentar a tomar esta decisão foi que no mês de julho do corrente ano ocorreram dois fatos: o primeiro foi a queda de parte do forro de gesso de uma sala de aula da Escola João Alves Torres e o segundo foi a interdição de uma escola na zona rural pelo Ministério Público por falta de condições estruturais da escola, em ambos os casos os fatos foram decorrentes das más condições das escolas e preocupam o vereador. 

 

Adailson Bernardo com o intuito de proteger as crianças e adolescentes que frequentam as escolas municipais de Araruna, disse em uma reportagem que se a prefeitura não tomasse um posicionamento público em relação ao acontecido na Escola João Alves Torres, provocaria o Ministério público sobre as condições estruturais das escolas municipais.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O parlamentar disse que está muito preocupado com a situação da Escola João Alves Torres, pois o forro de gesso caiu devido o rompimento do arame de sustentação e segundo informações divulgadas o forro não apresentava rachaduras, logo as outras salas podem ter rupturas destes arames de sustentação e causar acidentes contras os alunos.

 

Adailson Bernardo mostrou-se inquieto em relação a todas as escolas, pois em algumas estão colocando grades e pintando, porém serviços de melhoramento dentro das escolas não foram visto.

 

O parlamentar disse que ficou muito triste em ver nosso municipio nas midias estaduais devido a interdição da escola da zona rural.

 

Quem acompanhou o vereador foi Gilson dos Conjuntos, que disse a reportagem está indignado com a atual situação das escolas e que esta provocação é necessária para que possamos proteger nossas crianças.

 

Imagens

 

 

 

IMG-20190715-WA0043_2