Brasil
Prisão de Lula, greve dos caminhoneiros, morte de Marielle: 2018 no Brasil

Publicado em 31/12/2018 11:24

Reprodução

Os principais fatos que marcaram o Brasil em 2018 envolvem a Copa do Mundo, Eleições, prisões de políticos, escândalos envolvendo médicos famosos, assassinatos que ainda não tiveram seus desfechos, incêndios de grandes proporções e polêmicas nas redes sociais.

Slide 1 de 13: Há menos de duas semanas do fim do ano, chegou a hora de relembrar os principais fatos que marcaram o Brasil em 2018.Os principais fatos que marcaram o Brasil em 2018 envolvem a Copa do Mundo, Eleições, prisões de políticos, escândalos envolvendo médicos famosos, assassinatos que ainda não tiveram seus desfechos, incêndios de grandes proporções e polêmicas nas redes sociais.Preparamos uma lista que reúne os 15 fatos mais marcantes que aconteceram ao longo do ano. Começando pelo terrível assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, em março, que tomou proporções interacionais e ainda não foi esclarecido.Abril foi marcado pela prisão do ex-presidente Lula que se entregou à polícia após 48 horas da ordem de prisão do então juiz Sérgio Moro. Em maio, a greve dos caminhoneiros parou o Brasil e um incêndio e desabamento de prédio de ocupação em São Paulo, deixou mortos, feridos e desabrigados.Em julho, a seleção brasileira se despediu do sonho do hexa e o Dr. Bumbum foi preso após a morte de uma paciente. Em setembro, as Eleições 2018 marcaram o Brasil. Jair Bolsonaro, que posteriormente ganhou a Eleição e se tornou o presidente do Brasil, levou uma facada enquanto fazia uma passeata em Juiz de Fora, Minas Gerais.Os últimos meses dos ano foram marcados pelo caso do cachorro morto pelo segurança do Carrefour, em Osasco, e pelo caso do medium João de Deus, acusado por mais de 500 mulheres de abuso sexual.Relembre na galeria de fotos esses e outros fatos que marcaram o Brasil.Não deixe de curtir nossa página no Facebook e também no Instagram para mais notícias do JETSS

Preparamos uma lista que reúne os 15 fatos mais marcantes que aconteceram ao longo do ano. Começando pelo terrível assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, em março, que tomou proporções interacionais e ainda não foi esclarecido.

Abril foi marcado pela prisão do ex-presidente Lula que se entregou à polícia após 48 horas da ordem de prisão do então juiz Sérgio Moro. Em maio, a greve dos caminhoneiros parou o Brasil e um incêndio e desabamento de prédio de ocupação em São Paulo, deixou mortos, feridos e desabrigados.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em julho, a seleção brasileira se despediu do sonho do hexa e o Dr. Bumbum foi preso após a morte de uma paciente. Em setembro, as Eleições 2018 marcaram o Brasil. Jair Bolsonaro, que posteriormente ganhou a Eleição e se tornou o presidente do Brasil, levou uma facada enquanto fazia uma passeata em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Os últimos meses dos ano foram marcados pelo caso do cachorro morto pelo segurança do Carrefour, em Osasco, e pelo caso do medium João de Deus, acusado por mais de 500 mulheres de abuso sexual.

Slide 2 de 13: Abril ficou marcado pela prisão do ex-presidente Lula. O ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelo TRF-4 pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex do Guarujá

Foto: TRF 4.

Abril ficou marcado pela prisão do ex-presidente Lula. O ex-presidente foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelo TRF-4 pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do tríplex do Guarujá

Slide 3 de 13: Em maio, a greve dos caminhoneiros parou o Brasil. Ao todo, a paralisação durou dez dias e paralisou serviços como fornecimento de combustíveis e distribuição de alimentos e insumos médicos. A categoria parou no dia 21 de maio para exigir uma redução nos preços do óleo diesel - que subiram mais de 50% nos últimos 12 meses

Em maio, a greve dos caminhoneiros parou o Brasil. Ao todo, a paralisação durou dez dias e paralisou serviços como fornecimento de combustíveis e distribuição de alimentos e insumos médicos. A categoria parou no dia 21 de maio para exigir uma redução nos preços do óleo diesel - que subiram mais de 50% nos últimos 12 meses.

Slide 4 de 13: Também em maio, um edifício de 24 andares desabou depois de pegar fogo no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo

Também em maio, um edifício de 24 andares desabou depois de pegar fogo no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo.

Slide 5 de 13: Denis Cesar Barros Furtado, 45, conhecido como Dr. Bumbum, foi preso acusado de homicídio qualificado pela morte da bancária Lilian Calixto, 46, que foi de Cuiabá ao Rio de Janeiro para fazer um preenchimento de glúteos e acabou morrendo horas depois no Hospital Barra D'Or, vítima de embolia pulmonar

Denis Cesar Barros Furtado, 45, conhecido como Dr. Bumbum, foi preso acusado de homicídio qualificado pela morte da bancária Lilian Calixto, 46, que foi de Cuiabá ao Rio de Janeiro para fazer um preenchimento de glúteos e acabou morrendo horas depois no Hospital Barra D'Or, vítima de embolia pulmonar.

Slide 6 de 13: Os meses de junho e julho foram marcados pela Copa do Mundo na Rússia e pela derrota do Brasil para a Bélgica

Os meses de junho e julho foram marcados pela Copa do Mundo na Rússia e pela derrota do Brasil para a Bélgica.

Slide 7 de 13: Em setembro, o então candidato a presidente Jair Bolsonaro levou uma facada na barriga em um ato de campanha em Juiz de Fora . Adélio Bispo de Oliveira, o homem que atacou Bolsonaro, foi preso em flagrante. O então presidenciável foi levado para a Santa Casa de Juiz de Fora. O agressor está detido

 

Foto: PSL .

 

Em setembro, o então candidato a presidente Jair Bolsonaro levou uma facada na barriga em um ato de campanha em Juiz de Fora . Adélio Bispo de Oliveira, o homem que atacou Bolsonaro, foi preso em flagrante. O então presidenciável foi levado para a Santa Casa de Juiz de Fora. O agressor está detido

Slide 8 de 13: Também em setembro, um grande incêndio destruiu o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, um dos principais edifícios culturais do Brasil, com um acervo de mais de 20 milhões de peças valiosas

Também em setembro, um grande incêndio destruiu o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, um dos principais edifícios culturais do Brasil, com um acervo de mais de 20 milhões de peças valiosas

Slide 9 de 13: As Eleições marcaram o mês de outubro no Brasil.

As Eleições marcaram o mês de outubro no Brasil.

Slide 10 de 13: Em novembro, o governo de Cuba comunicou que se retiraria do programa Mais Médicos devido a declarações

Em novembro, o governo de Cuba comunicou que se retiraria do programa Mais Médicos devido a declarações "ameaçadoras e depreciativas" do presidente eleito Jair Bolsonaro, que anunciou modificações "inaceitáveis" no projeto.

Slide 11 de 13: No mesmo mês, o juiz federal Sergio Moro, que comandava as ações penais da Operação Lava Jato em Curitiba, aceitou o convite e será o futuro ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro

Foto: PSL

No mesmo mês, o juiz federal Sergio Moro, que comandava as ações penais da Operação Lava Jato em Curitiba, aceitou o convite e será o futuro ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro

Slide 12 de 13: Neste mês, o medium João de Deus foi acusado por mais de 300 mulheres de abuso sexual. O caso veio à tona após o programa

Neste mês, o medium João de Deus foi acusado por mais de 300 mulheres de abuso sexual. O caso veio à tona após o programa "Conversa com Bial" exibir uma entrevista com duas mulheres que acusaram João de Deus de abuso. Hoje ele está preso aguardando julgamento

Slide 13 de 13: Na última semana, Um homem invadiu a Catedral de Campinas, no interior de São Paulo, e abriu fogo contra as pessoas qe estavam no local. Ao todo, seis pessoas foram mortas. Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, atirou contra as vítimas e depois se matou

Na última semana, Um homem invadiu a Catedral de Campinas, no interior de São Paulo, e abriu fogo contra as pessoas qe estavam no local. Ao todo, seis pessoas foram mortas. Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, atirou contra as vítimas e depois se matou