Carros e motos
Divisão de motos BMW revela conceito que adianta novidades que virão até 2023

Publicado em 27/06/2019 16:53

Reprodução

A divisão de motos BMW apresentou o Vision DC Roadster, uma naked elétrica conceitual que remonta os modelos equipados com o motor boxer. Além disso, refina e confere mais personalidade à radical Vision Next 100, exibida três anos atrás. Essa moto anuncia o programa de eletrificação da BMW Motorrad, que até 2023, promete 25 novos veículos, sendo que 4 destes serão motos elétricas.

Moto BMW
Divulgação
Precursora das motos BMW do futuro, com plano de eletrificação e chegada de novos equipamentos

moto elétrica conceitual é equipada com baterias longitudinais, que substitui o bloco à combustão atual, com o motor elétrico situado logo abaixo. O que seriam os dois cilindros do motor boxer, são agora radiadores com ventiladores de refrigeração, que retraem quando a moto está estacionada. A releitura das motos BMW chega a remeter inclusive à época em que os motores tinham refrigeração a ar.

BMW Motorrad Vision. Foto: Divulgação
BMW Motorrad Vision. Foto: Divulgação
BMW Motorrad Vision. Foto: Divulgação
BMW Motorrad Vision. Foto: Divulgação
BMW Motorrad Vision. Foto: Divulgação
BMW Motorrad Vision. Foto: Divulgação
BMW Motorrad Vision. Foto: Divulgação
 
BMW Motorrad Vision. Foto: Divulgação
 

Segundo o chefe de design da BMW Motorrad: "O motor boxer é o coração da BMW Motorrad; um ponto forte de seu caráter. Mas a empresa também defende conceitos visionários de veículos com emissões zero. Em vista disso, uma questão que surge é: o que aconteceria se o motor boxer fosse ser substituído por um  elétrico? A Vision Bike mostra como podemos manter a identidade e a aparência icônica da BMW Motorrad de forma distinta, ao mesmo tempo em que apresenta um novo conceito de pilotagem”.

Mescla do futuro com a tradição

BMW motos
Divulgação
Novidade faz alusão ao passado não só visualmente, como sensorialmente, ao dirigir, segundo a BMW

Mas apesar disso tudo, a marca manteve alguns elementos de design tradicional. Na frente há um garfo Duolever que se vê em BMW atuais, a cauda tem uma inclinação típica das corridas e as luzes são LEDs reproduzem a identidade das motos atuais. O quadro de alumínio é laminado, com grandes cortes que dão uma aparência leve, ao mesmo tempo em que também remetem ao visual clássico.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O resto da moto é construído em torno da peça central da bateria, apoiada em vigas. Segundo a BMW, a intenção visual por trás dessa escolha foi a de fazer parecer que elas estão flutuando. Quanto à transmissão, a energia é despejada ao solo através de um eixo, mas nenhuma especificação técnica sobre o trem de força foi revelado.

Harley-DavidsonDivulgação

Harley-Davidson LiveWire: moto elétrica que a BMW Vision terá que enfrentar logo de cara

Apesar de toda a questão visual que mistura nostalgia com futurismo, a ideia central era a de desenvolver uma moto segura. Os pneus, por exemplo, foram feitos pela Metzeler para incluir elementos fluorescentes que, assim como o próprio quadro, brilham no escuro. Além disso, a montadora projetou uma roupa de equitação, com proteção quase invisível, bem como elementos emissores de luz para chamar a atenção de outros na estrada. Há até uma mochila magnética.

A BMW diz que as vendas de veículos elétricos irão mais que dobrar até 2021 e saltarão mais de 30% nos próximos seis anos. Além de grandes avanços em relação ao hardware , a empresa também planeja novos saltos na tecnologia, revelando a próxima geração de condução autônoma para seus carros e o novo "ecossistema digital", que conectará todos os seus veículos. Ao lembrar que a Harley-Davidson partilha de muitos desse objetivos, com a elétrica LiveWire batendo na porta, as motos BMW serão suas novas rivais no mercado do futuro.

 

Fonte: Carros - iG @ https://carros.ig.com.br/motos/2019-06-27/divisao-de-motos-bmw-revela-conceito-que-adianta-novidades-eletrificas-ate-2023.html