Ciência e Saúde
Cientistas descobrem filhote de cavalo congelado há 40 mil anos

Publicado em 12/08/2018 23:26

Reprodução / Universidade Federal North-Eastern

Um filhote de cavalo que viveu de entre 30 e 40 mil anos atrás foi encontrado por cientistas da Universidade Federal North-Eastern (Nefu, na sigla em inglês), em Yakutsk, na Rússia.

 

O animal estava congelado em uma cratera de 30 metros de profundidade. Segundo informa 'O Globo', serão necessários estudos mais detalhados para obter outras informações sobre o achado.

"O valor da descoberta única e é que as camadas de onde o animal foi retirado são conhecidas, então poderemos estudar o habitat onde ele viveu." disse Semyon Grigoriev, diretor do Museu do Mamute da universidade.

Ainda segundo Grigoriev o frio extremo que faz na região ajudou na conservação do animal.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

"É a primeira descoberta no mundo de um fóssil de cavalo com tal nível de preservação e de tão pouca idade" finalizou o cientista.


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.