Direito e justiça
Em resposta à Arquidiocese da Paraíba, procurador nega violação de segredo de justiça

Publicado em 22/01/2019 21:50

Reprodução

O procurador do Ministério Público do Trabalho, Eduardo Varandas, rebateu, na manhã desta terça-feira (22), a informação divulgada em nota pela Arquidiocese da Paraíba onde o acusa de violar o segredo de justiça em processo referente a abusos sexuais cometidos por membros na Igreja Católica no estado. Varandas foi entrevistado em matéria exibida pelo programa Fantástico da Rede Globo.

 

Na nota, a Igreja Católica diz que deverá adotar providências e chamou a atitude do procurador de "flagrante desrespeito à lei e à ordem jurídica". Varandas declarou que não houve violação do segredo de justiça e ressaltou que o MPT não forneceu nenhum conteúdo processual. Para o procurador, existe, na verdade, a necessidade de que a Igreja Católica se pronuncie sobre os crimes pelos quais foi condenada.

A Igreja, ainda em nota, declarou que foi aberto um "processo canônico" para apurar as denúncias de abusos sexuais envolvendo os religiosos.