Direito e justiça
Operação autua lojas vendendo material de construção vencidos

Publicado em 24/07/2019 15:16

Reprodução

Cinco lojas de material de construção foram autuadas em Campina Grande após serem flagradas comercializando produtos vencidos e por não colocarem preços nas mercadorias. A fiscalização faz parte da Operação Aquarela, promovida pelo Procon-CG desde segunda-feira (22).

Conforme o Procon-CG, as lojas autuadas, que não tiveram os nomes divulgados pelo órgão, funcionam nos bairros da Prata, Bodocongó, Catolé e José Pinheiro.

As empresas têm dez dias para apresentarem defesas por escrito no Procon-CG. A operação também apreendeu 50 produtos, que serão descartados.

“Quando o fabricante estipula uma data de validade para um produto, após essa data, ele pode ser nocivo ao consumidor. Além disso, deixa de apresentar as características originais, caindo a qualidade do produto. Ou seja, o consumidor corre o risco de pagar caro, por um produto nocivo ou de qualidade reduzida. Por isso, é importante a população ficar atenta e nos procurar nestes casos”, disse o coordenador executivo do Procon-CG, Rivaldo Rodrigues.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -