Esporte
Flamengo vence Barcelona de Guayaquil por 2 a 1 no Equador

Publicado em 23/09/2020 10:20

Reprodução

Foi com muito drama, mas o Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2 a 1, nesta terça-feira, no Equador, pela 4ª rodada do grupo A da Conmebol Libertadores, e se recuperou na competição após a derrota por goleada para o Independiente Del Valle.
A equipe brasileira, que teve sete desfalques por COVID-19 e ainda perdeu Gabigol por lesão e Gustavo Henrique por suspensão, se superou em campo e abriu 2 a 0 na 1ª etapa, com grande atuação do atacante Pedro, que anotou o 1º tento e fez o pivô que iniciou a jogada do 2º, de Arrascaeta.

No 2º tempo, o Barça descontou logo no começo e, aproveitando o enorme cansaço do Rubro-Negro, criou diversas chances claras para empatar, deixando a partida extremamente dramática. No entanto, o elenco comandado por Domènec Torrent conseguiu segurar o triunfo até o apito final.

Em campo, o Flamengo, mesmo com um time muito modificado e com Thuler improvisado na lateral-direita, começou muito bem e demorou só 6 minutos para abrir o placar.

Gerson deu excelente arrancada, deixou três marcadores para trás e deu a assistência para Pedro, que finalizou bem na saída do goleiro para estufar as redes.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O Barcelona sentiu o gol, e o clube brasileiro passou a dominar a partida amplamente, ficando cada vez mais perto do 2º gol.

E ele veio, com todo mérito, aos 26 minutos: Everton Ribeiro cruzou da direita, Arrascaeta apareceu como centroavante na área e chutou forte para conferir.

Os cariocas eram donos do jogo, e mandavam na partida em Guayaquil sem sofrer.

Só nos minutos finais a equipe blaugrana conseguiu ameaçar, em boas chegadas de Colmán e Arroyo. No entanto, o Mengão foi para os vestiários com o 2 a 0 no placar.

Na volta do intervalo, o Barcelona mudou totalmente sua postura em campo e marcou logo no 1º ataque.

Após bom lançamento, Colmán dominou na área, aproveitou posicionamento errado de Rodrigo Caio e Léo Pereira e rolou para Martínez diminuir.

O tento animou os equatorianos, que foram com tudo para cima após o técnico Fabián Bustos colocar o experiente Jonatan Álvez, ex-Internacional, em campo.

Logo que entrou, o atacante bateu com muito perigo, assustando César, que acompanhou a bola passar perto da trave.

Pouco depois, Colmán teve oportunidade incrível, livre na pequena área, mas tropeçou na hora de chutar e perdeu gol feito.

O Flamengo sentia cansaço, mas o técnico Domènec Torrent evitava fazer modificações, já que seu banco de reservas estava cheio de garotos.

Só que chegou o momento que não teve jeito: sentindo muitas cãibras, Pedro pediu para sair e foi substituído por Lincoln. Em seguida, saiu Thuler e entrou Ramon, com Renê passando a fazer a ala direita.

O Barça foi com tudo para cima nos minutos finais, com o treinador trocando seus volantes por atacantes.

O Mengão, por sua vez, tentou explorar os contra-ataques, e perdeu grande chance de matar a partida aos 41, quando Arrascaeta e Willian Arão foram travados na sequência.

No fim das contas, o Fla segurou a vitória até o apito final e chegou aos 9 pontos em 4 partidas até agora na Libertadores, praticamente assegurando a classificação.

Já os blaugranas seguem com 0 ponto e estão eliminados do torneio.