Meio ambiente
Asfalto cede e muro desaba durante chuvas em João Pessoa

Publicado em 10/06/2019 08:48

Reprodução

Uma cratera se abriu na Rotatória do Cajueiro, no bairro Ernesto Geisel, na manhã desta segunda-feira (10), por conta das chuvas que atingem a cidade desde a noite desse domingo (9). Um carro ficou preso no buraco e o trânsito ficou lento na região por conta do incidente. A informação é da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob).

Também foi registrado lentidão no tráfego no Viaduto do Cristo, Principal dos Bancários, Avenida Pedro II e na BR-230, a partir da Energisa, no sentido do Viaduto das Três Lagoas.

Durante a madrugada, um muro desabou na comunidade São Rafael, de acordo com a Defesa Civil da Capital. O coordenador do órgão, Noé Estrela, informou que não houve feridos. Segundo Noé Estrela, nas últimas 12 horas choveu 81 milímetros em João Pessoa. Isso significa queda de 81 litros de água para cada metro quadrado.

Chuva forte avança para a Capital

De acordo com o site Climatempo, a situação na Grande João Pessoa é de atenção porque áreas de instabilidade se intensificaram no mar e avançaram para a costa leste do Nordeste, espalhando nuvens carregadas entre o litoral Rio Grande do Norte e da Paraíba. A previsão é de que essa instabilidade persista por várias horas e a tendência é de aumento das chuvas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Ainda conforme a publicação, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou quase 45 milímetros de chuva em João Pessoa entre meia-noite e 2 horas da madrugada desta segunda-feira. O site destaca, no entanto, que pelas medições do Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais (Cemaden), o acumulado de 3 horas (entre 23h20 do domingo e 2h20 de segunda) já passava dos 50 milímetros, o que é considerado muita chuva para este período.

Em caso de emergências, a população deve acionar a Defesa Civil (pelos telefones 199 ou 0800 285 9020) ou o Corpo de Bombeiros (193). 

Confira alguns volumes divulgados pelo Climatempo:

João Pessoa

  • Centro: 38,4 mm
  • Cristo Redentor: 46,8 mm
  • Tambauzinho: 52,8 mm
  • Cuiá: 47,6 mm
  • Manaíra: 40,6 mm
  • Grotão: 41,6 mm

Bayeux

  • Jardim Planalto: 43,6 mm
  • São Bento: 55,6 mm

Cabedelo

  • Renascer: 36,8 mm