Mundo
Alemã sequestrada há 2 anos no Afeganistão é libertada

Publicado em 19/12/2018 10:08

Reprodução

A Polícia do Afeganistão resgatou em Cabul uma mulher alemã de origem afegã sequestrada há dois anos por um homem que a enganou para levá-la da Europa, tendo sido torturada pelo sequestrador durante esse período, informou nesta terça-feira (18) à Agência Efe uma fonte oficial.

O homem, identificado como Najib, "durante quase dois anos a manteve sequestrada e mudava sua localização frequentemente de uma área para outra para evitar ser rastreado", disse o porta-voz da polícia da capital afegã, Basir Mujahid.

A refém, identificada como Rabia, vítima de torturas durante seu cativeiro, foi resgatada na segunda-feira depois que as autoridades detiveram o sequestrador por falsificar um passaporte, o que levou a uma investigação e à consequente libertação da mulher.

Rabia, uma jovem "originária do Afeganistão, mas atualmente com cidadania alemã", já foi entregue à embaixada alemã em Cabul, explicou Mujahid.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Por enquanto, não se sabe o motivo do sequestro nem a relação entre a vítima e o sequestrador.

Os sequestros são comuns no Afeganistão, onde os estrangeiros, especialmente os funcionários de organizações humanitárias e organismos internacionais, são frequentemente alvo deste tipo de ações, normalmente destinadas a obter um resgate.

No entanto, fatos como este, que não mostram uma aparente relação com o conflito armado e os grupos insurgentes da região, são incomuns no país.