Mundo
Por que o Everest está 'engarrafado'? Mortes chegam a 10 no ano

Publicado em 27/05/2019 20:39

NOVA DÉLHI — Ed Dohrin, um médico do Arizona, sonhou a vida inteira com chegar ao pico do monte Everest . Há alguns dias, quando finalmente chegou ao cume da montanha, ficou chocado com o que viu.

Alpinistas se empurravam e tiravam selfies espremidos. A parte plana do pico, que Dohrin estima ter o tamanho de duas mesas de ping-pong, estava lotada com 15 ou 20 pessoas. Para chegar até lá, precisou esperar horas em uma linha, jaquetas cortavento uma atrás da outra, no torso congelado de uma montanha a milhares de metros de altura. 

No caminho, precisou até passar pelo corpo de uma mulher que havia acabado de morrer.

— Foi assustador — disse o médico, por telefone, de Katmandu, no Nepal, onde descansava em um hotel. — Era como um zoológico.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -