Policial
Sobe para 32 o número de feridos por agulhas no São João de Campina Grande ; mulher suspeita é detida com seringas no Parque do Povo

Publicado em 13/06/2018 09:56

Reprodução

O clima é de “medo no Parque do Povo”. Subiu para 32 o número de pessoas atendidas no Hospital de Trauma de Campina Grande, entre a sexta-feira (8) e esta quarta-feira (13), relatando que foram feridas com agulhadas durante o São João de Campina Grande. 

 

 

Até segunda à noit, pelo menos 28 pessoas foram feridas dentro do Parque do Povo com as seringas, mas esse número subiu apó os shows da terça-feira,. De acordo com a infectologista Priscila de Sá, as vítimas contaram que sentiram as furadas e, logo depois, foram ao hospital em busca de ajuda.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Até o início da manhã da segunda-feira (11), o Hospital de Trauma já havia registrado cinco casos. Outras duas pessoas que viram os casos sendo relatados na imprensa também procuraram atendimento durante a tarde. Na noite de segunda-feira, mais sete pessoas homens procuraram o hospital relatando o mesmo caso. Mais vítimas foram ao Trauma na manhã nesta terça-feira.

 

De acordo com o setor de acolhimento do hospital, na madrugada desta quarta-feira, mais cinco pessoas pediram atendimento no Trauma. Uma delas chegou às 4h e informou ter sido ferida durante o show do cantor Luan Santana, no Parque do Povo.

 

Segundo o diretor geral do Hospital de Trauma de Campina Grande, Geraldo Medeiros, além das 23 vítimas que relatam que foram feridas no Parque do Povo, uma outra afirmou ter sido perfurada em um bloco de rua.

 

O secretário de Segurança e Defesa Social da Paraíba, Cláudio Lima, afirmou que pretende juntar esforços para poder garantir a segurança da população, procurar as falhas e buscar reparar para desenvolver um melhor trabalho preventivo.

 

Na madrugada desta quarta-feira (13), uma mulher foi detida pela empresa de segurança do evento portando tesoura e seringas, durante o show de Dia dos Namorados do cantor Luan Santana, no Parque do Povo.  Ela foi levada para a Central de Polícia.

 

Os feridos estão recebendo atendimento no Hospital de Trauma da cidade. Lá, eles são medicados, examinados e avaliados.