Política
Maranhão afirma que a Paraíba não aguenta mais conviver com o banditismo

Publicado em 14/09/2018 09:15

Reprodução

O  candidato a governador pelo MDB nas eleições desse ano, José Maranhão, afirmou na tarde desta quinta-feira (13) que a Paraíba não aguenta mais conviver com o batismo.  O que aconteceu no presídio PB-I foi a gota d água, foi uma coisa sem precedentes e, somando a isso, tivemos a morte de um sargento e de um tenente da Polícia Militar em serviço", lamentou candidato.

De acordo com o ele, devido a violência, a população está sentido ameaçada até mesmo dentro da sua própria casa " e o Governo do Estado não tem como controlar a situação, resolver o problemas e não tem competência para prevê casos como esse do PB-I porque os efetivos, tanto a Polícia Militar, quanto da Civil foram reduzidos pela metade e mesmo assim anda se alto elogiando e dizendo que na Paraíba existe segurança. Estamos vivendo uma situação anormal na área de segurança pública da Paraíba aonde os policiais estão sendo obrigados a tirar leite de pedra", afirmou.

José Maranhão disse ainda que o governador Ricardo Coutinho não consegue resolver os problemas do Estado e fica transferindo a responsabilidade para os outros e, principalmente, para aqueles que ele quer atingir.

Ele aproveitou a entrevista para rebater as críticas feitas pelo governador em relação aos Hospitais de Trauma e de Campina. " no meu governo o Trauma era mantido com R$ 3,5 milhões e oferecia um serviço de qualidade à população e agora os recursos chegam a R$ 13 milhões para oferecer um serviço que não tem a mesma qualidade que tem quando era administrado para o Estado ", finalizou.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -


Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Araruna1 | O portal de notícias de Araruna e Região não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrarem.