Política
Opinião: PT comete suicídio eleitoral ao apostar fichas em RC

Publicado em 19/09/2020 14:33

Reprodução

Após 14 dias no estaleiro por orientação médica, proibindo-me, inclusive, de ver, ler ou ouvir noticiários, retorno a Terra como se fosse um Reptiliano. Aqueles famosos extraterrestres humanóides altos, com pele verde escamosa. É assim que me sinto no que diz respeito à posição do Partido dos Trabalhadores em colocar na “Santa Fogueira da Inquisição” a postulação do deputado estadual Anísio Maia a prefeito de João Pessoa.

Sim, eu li! Aliás, é um bom hábito, e em tempo, pela própria leitura, é injustificável a cúpula nacional do partido que um dia resplandeceu numa estrela vermelha, hoje completamente desbotada, apoiar a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), e aqui não falo dos problemas jurídicos inúmeros que o mesmo tem. Cabe a seus advogados de grande valor provarem a dita inocência.

Nada, em absoluto nada tenho algo contra Coutinho. Trabalhei na sua gestão enquanto prefeito, e com afinco. Contudo, as acusações que pesam sobre ele são graves. E como disse: ele tem um corpo de advogados de real valor. Cabe provar a inocência, e sem o discurso já “batido” que é perseguido.

Mas o que me surpreende, na verdade, é o PT. Perdeu seu protagonismo político. Hoje Lula não passa de um títere, marionete ou como queira chamar. A dama da vez é a deputada federal Gleisi Hoffmann. A deliberação do diretório nacional, assinada pela presidente do PT, que é a própria, é um ato esdrúxula e completamente eleitoreiro.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Busca na pessoa de Ricardo Coutinho um nome forte. E de fato é. Seu cabedal eleitoral é imenso, especialmente em João Pessoa. Contudo, há uma pedra no meio do caminho O ex-governador. O ex-prefeito, ex-senador e ex-ministro que atende pelo nome de Cícero Lucena (PP). Com um fundo partidário e eleitoral, sem falar no seu carisma, algo que Coutinho não tem, o embate vai ser duro. Feroz!

Em resumo, o PT poderia optar pelo trivial. Anísio Maia como candidato, deixando os gigantes Coutinho e Cícero se digladiarem. E não dúvidas: haverá o segundo turno na Terra das Acácias. E o pobre PT? Em caso de revés do socialista? Bem, será enterrado na Lagoa juntamente com Luciano Cartaxo (PV). Até uma criança sabe desse desfecho.