Política
Secretaria de Saúde divulga protocolo para as Eleições 2020 na Paraíba

Publicado em 12/09/2020 14:39

Reprodução

Em ano de pandemia, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) da Paraíba divulgou, um protocolo para as eleições 2020, com uma série de recomendações relacionadas à pandemia da Covid-19. As eleições este ano seguirão uma série de recomendações para manter o distanciamento social como forma de prevenir o contágio do vírus.

O documento disponibiliza todos os protocolos para campanhas eleitorais, convenções e orientações para o comportamento no dia do pleito para evitar a contaminação dos participantes pelo novo coronavírus.

O protocolo prevê ações desde a campanha até o dia da votação, sendo voltado para candidatos, eleitores e trabalhadores das eleições.

Dentre as recomendações que constam no protocolo estão: a não convocação de trabalhadores e colaboradores do grupo de risco, definido pelo Ministério da Saúde, em que figuram pessoas de idade igual ou maior de 65 anos, portadores de cardiopatias, doenças respiratórias graves – ou descompensados – diabéticos, grávidas e puerpéras, além de portadores de doenças cromossômicas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Para os candidatos a orientação é de que não sejam realizados eventos comícios e a distribuição de materiais impressos, para evitar a dispersão do vírus através destes. Também fica orientada a predominância de propaganda eleitoral via mídia eletrônica e que seja evitado o contato físico (abraço, beijo, aperto de mãos) durante a campanha eleitoral e toda a realização do pleito eleitoral. Também é recomendado que o candidato compareça sozinho ao local de votação, bem como os demais eleitores.

De acordo com o secretário executivo de Gestão de Redes de Unidades Hospitalares, Daniel Beltrammi, as medidas são recomendadas para todos os municípios em todos os níveis de bandeira, aliados aos cuidados já orientados para a população como a etiqueta respiratória, a distância de 1,5 metro entre as pessoas, higienização das mãos, não tocar nos olhos, não compartilhar utensílios e não aglomerar em espaços comuns, como será o caso das sessões eleitorais.