Saúde
Decisão do governo sobre cloroquina não altera o que ocorre na PB

Publicado em 22/05/2020 09:25

Reprodução

Apesar da nota do Ministério da Saúde (MS), sugerindo o uso da hidroxicloroquina em pacientes apresentando sintomas leves da Covid-19, o Governo da Paraíba não seguirá as recomendações. De acordo com o secretário executivo da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Daniel Beltrami, o próprio decreto do MS afirma que não há comprovação científica sobre a eficácia da medicação.

Segundo Beltrami, o protocolo utilizado pela Paraíba não será alterado e apenas aqueles pacientes que estiverem hospitalizados terão acesso, mediante prescrição e acompanhamento médico, aos medicamentos liberados pelo Ministério da Saúde. Ele explicou também que a responsabilidade da prescrição do medicamento é do médico e que o paciente deve assinar um termo de consentimento também.

“Nesse momento não (há mudanças no protocolo da Paraíba). A nota que foi produzida pelo Ministério da Saúde ainda não tem uma assinatura da área técnica responsável. Ela coloca sobre o médico a responsabilidade exclusiva de fazer a prescrição dos medicamentos que lá estão e sobre o paciente também, pois o paciente necessita de assinar um termo de responsabilidade. E nesse termo o paciente assume um risco que o próprio Ministério afirma que não há eficácia comprovada e uma série de efeitos colaterais. A nossa recomendação então é manter o nosso protocolo até que tenhamos qualquer outra comprovação de alguma medicação, que nesse momento não existe”, afirmou o executivo da SES.

Defensor da cloroquina, o próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nas redes sociais que medicamento não tem comprovação científica contra Covid-19.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

1000 x 100
ANÚNCIE AQUI

Jair M. Bolsonaro
 
@jairbolsonaro
 
 

O @minsaude divulga orientações para tratamento da Covid-19, onde a Cloroquina pode ser ministrada em casos leves, com recomendação médica e autorização do próprio paciente/família.

 
15,4 mil pessoas estão falando sobre isso